quinta-feira, 29 de outubro de 2009

FOTO ANTIGA II

A foto nem é tão antiga assim...mas é que eu vi Pipe e sua turma pequenos e me deu saudade da minha turminha pequena também. Rafael, meu irmão mais novo, sempre quis tudo pra ele. Aí não deu outra: o birrento teve que ter a fantasia do super homem mais a máscara de carnaval. Eu tava me achando e o Bruno com o colar da mamãe.

Lembro direitinho de quando íamos assim fantasiados pra escola. Lembro da empolgação da mamãe arrumando a gente.

Ai que saudades...


FOTO ANTIGA

Eu adoro foto antiga.

E essa merecia vir pro blog. Os artistas são Mário César, Luis Felipe e Ana Flávia. Não precisa nem falar que o do meio é o mais lindo e fofo. O tênis konga então, nem se fala.

Eu imagino que Tio Mário devia tá fazendo alguma gracinha pros olhinhos estarem tão vidrados.

Ai que vontade de apertar!!!!




segunda-feira, 26 de outubro de 2009



E eis que hoje começou por aqui a vacinação contra a Gripe A. Sob muita controversa, a primeira fase da vacinação começou com força total. Vai ser assim: primeiro as pessoas consideradas “grupo de risco”, ou seja, crianças de baixa idade, pessoas hospitalizadas, idosos, mulheres grávidas, pessoas com problemas crônicos de saúde e profissionais da saúde. Depois o resto da população.
Por aqui não se fala de outra coisa e as opiniões estão bem divididas. Muita gente já disse que não vai se vacinar. O medo maior é o fado da rapidez com que esta vacina foi feita. Hoje vi a entrevista de um deputado que dizia que não iria se vacinar. E ele questionava se haveria alguma indenização prevista pro caso de uma pessoa vacinada ser infectada.
O governo tem feito pressão pra que todos se vacinem. Existe uma lei recém aprovada que diz que as pessoas da área da saúde que não se vacinarem e pegarem a gripe e faltarem ao trabalho (o que é praticamente obrigatório) terão que arcar com as faltas do próprio bolso.
Há duas semanas está sendo distribuído por toda Montreal um mini caderno com explicações sobre tudo ligado à gripe: formas de prevenção, de contágio, onde receber a vacina, precauções em caso de infecção e quem faz parte do “grupo de risco”. Os proprietários imobiliários também estão sendo orientados a algumas precauções com seus imóveis como desinfetar as áreas comuns assim como objetos de uso comum dos moradores tipo corrimões, interfones, maçanetas e afins.
Isso tudo porque o inverno está chegando e com ele o medo de uma infecção em massa da população que já é tão neurótica com doenças.
Eu ainda não sei como será lá na garderie. As doenças lá correm soltas e felizes. Claro, são mais de 90 crianças juntas o dia todo e com elas os micróbios, vírus, bactérias e piolhos. Não tem jeito. Se um ficar doente, a galera vai toda ficar doente junto, tipo uma solidariedade compulsória. Acho que se o bicho começar a pegar eles vão acabar fechando a garderie por alguns dias, o que não seria de todo ruim pra mim.
Eu ainda não tô bem certa se quero me vacinar (ai, agora minha mãe tem um troço lendo isso). Mas é que tenho medo dos efeitos colaterais que ainda não são muito precisos. Dependendo é até melhor pegar a gripe e se cuidar direitinho e aí ela passa.
Bom, mas aguardemos. Quando chegar a minha vez de me vacinar, eu decido. Pode ser que até lá eles estejam mais certos sobre a vacina.
Enquanto isso, oremos e aguardemos!

domingo, 25 de outubro de 2009

FOTO HISTÓÓÓÓÓRICA

Sexta fomos na casa do Luciano e da Ila. Esquema básico: cada um leva o seu.
E foi bom demais! Há muito tempo a gente não se encontrava todo mundo junto e unido.
Rimos muuuuuuuuuito, pra variar. E comemos muito bem.

E aí, eis que o Thales, nosso amigo que tem verdadeira fobia doentia de máquina de tirar foto (podem reparar que quase nunca coloco foto dele aqui, a não ser quando tiramos a foto e ele não percebe ou está de costas. E mesmo assim é raro.) nos pede uma foto pra mostrar pra namorada. Ah, gente, isso é que é amor. A superação do medo por amor!

Olha o Thales aí entre eu e Lu. O menino tava suando e com o coração disparado. E eu e Lu tratamos de segurar ele no sofá antes que ele desistisse.

Só as meninas. A Bia não tá aí porque não acreditou que o Thales ia mesmo tirar uma foto e foi embora. Perdeu!!!!

O cara com o violão na mão era o mais gato e cheiroso.

NORTH HATLEY PARTE II

A viagem foi tão boa que vale a pena falar dela de novo.

Aqui são as fotos da câmera da Lu.

Depois vou fazer um post só pra falar do hotel que foi um espetáculo a parte.

Divirtam-se!


quinta-feira, 22 de outubro de 2009

O MELHOR BATERISTA DO MUNDO

E a semana passou de novo e eu não tive tempo pra vir aqui falar da vida pra vocês. E ainda não vai ser agora não. Tenho um para-casa enorme pra fazer e tá fazendo frio já. Eu sinceramente não tô preparada pra esse frio que tá chegando...oh, God! Acho que vou é tomar um banho escaldante e vou pra cama porque amanhã é sexta e eu termino meu para-casa...

Mas passei pra falar que tá tudo bem por aqui. Tirando o frio inconveniente, tá tudo jóia. Tô doida pra vir com bastante tempo e contar as minhas besteiras pra vocês.

Enquanto isso não acontece, deixo vocês com o João, meu amiguinho que fez dois anos dia 16. João é filho dos nossos maiores amigos e exemplos, Rebs e Cesinha, e irmão da minha melhor amiga Ana Vitória. João mora no nosso coração. João é da galera. João é atleticano e isso basta. João é simpático. João é nossa alegria certa. E o João quase mata a gente de rir quando estamos juntos e de saudades quando não estamos.

Essa é uma homenagem pra ele.

João, a tia Renatinha e o Tio Pipe te amam muito e te esperam aqui (tá bom, pode trazer a família toda que a gente dá conta). Que Papai do Céu cumpra tudo o que Ele preparou pra sua vida. E que você continue sendo fonte de alegria por onde passa.

Pra você: galooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo!

Beijos

video

domingo, 18 de outubro de 2009

EU E RIGOLÔ

Tô cheia de coisa pra postar aqui pra vocês. Mas é que o final de semana tá ficando curto com tanta coisa pra colocar em dia. Com essa coisa de voltar a estudar e trabalhar ao mesmo tempo eu tô cheia de para-casa pra fazer.

Então vou deixar vocês com um oainda de North Hatley. No vídeo sou eu tentando dar comidinha pro Rigolô, o esquilinho simpático. Reparem que ele é da família do Tico e Teco.

Não sei como está a ordem dos vídeos mas em um é a tentativa. No outro é a vitória!

Beijos

video video

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

NORTH HATLEY

Hoje também foi feriado aqui no Canadá: dia de Ação de Graças.

E aí os Turus e os Buscas foram se aventurar em North Hatley, uma cidadezinha a uma e meia daqui de Montreal e pertinho de Magog.

O lugar é maravilhoso. O nosso hotel não podia ser mais bonitinho e aconchegante. O nosso quarto era o Romantique. O café da manhã foi um verdadeiro espetáculo para os olhos e para o paladar. De quebra ainda demos comida na boca de um esquilinho simpático. Aliás, todo mundo era muito simpático, principalmente os proprietários do hotel, o Sr. Michell e sua esposa Nicole.

A paisagem de outono estava indescritivelmente bela. O dia ensolarado foi um presente. O frio nem incomodou diante de tanta coisa linda pra fazer.

Magog também surpreendeu. Bem maior do que pensei e muito linda.

As fotos estão abaixo na sessão de slides. Tem foto do nosso café da manhã, do hotel, do nosso quarto, do pijama lindo novo que ganhei da Ila de aniversário, do amigo cão... As últimas fotos são da plantação de lavanda que visitamos. Muito legal, bonita e cheirosa. De quebra fizemos amizade com a nossa professora de ski pro próximo inverno.

ps: Obrigada de novo pra Ila que teve a maior paciência do mundo pra explicar como fazer o videozinho (e pro Pipe que foi quem acabou realmente fazendo)

sábado, 3 de outubro de 2009

AI, QUE BIRRA!!!!

Ultimamente tô com uma birra danada de quem fala mal do Brasil.

Primeiro é preciso explicar que eu sou patriota pro que der e vier. Do tipo que fica ridiculamente verde e amarela em época de copa e que chora emocionada cada vez que ouve o hino nacional.

Mas é preciso explicar também que sou realista. Sei que essa corrupção que assola nosso país chega a dar preguiça, a violência dá pânico, a falta de estrutura básica e a diferença social são revoltantes. Não ignoro nada disso. Claro que dou minhas desabafafas as vezes. Mas falo isso sempre com outros brasileiros, não com gente de fora que não conhece o Brasil.

Mas esse é o país onde nasci e onde cresci. É a minha identidade, minha cultura, minha casa. É lá onde está minha família, amigos e as mais belas lembranças. É lá que tá meu coração, minha origem. Foi lá que fui criada e formada. Tudo que sou hoje aqui tem um pouco de lá. E se eu fosse diferente seria ingrata e eu detesto cospir no prato que comi.

E me dá uma birra enorme ver brasileiro falando mal do Brasil. Gente que fala mal por falar ou com argumentos convincentes até. Gente que critica mas que não dá um passo pra mudar nada, nem o seu redor mais próximo. Gente que simplesmente senta e critica, acha sempre um ponto negativo, tem sempre um comentário pejorativo. Gente que é incapaz de fazer algo pelo outro, de deixar um pouco sua vontade de lado e servir o outro, mesmo quando o outro é alguém que gosta. Gente covarde que acha mais fácil ir embora do que lutar por alguma mudança menor que seja.

Porque é muito mais fácil falar mal do que ser cidadão. É muito mais fácil criticar do que ser um agente de mudança. Sei que tô longe daí mas tô aqui aprendendo que o Brasil é melhor do que pensei. Tô aqui pra ver se volto com algo bom pra casa. Quero voltar uma pessoa melhor e com a certeza de ter vivido num dos países com a melhor qualidade de vida do mundo mas sabendo que o Brasil é meu lugar. Todo mundo que trabalha comigo quer conhecer o Brail por minha causa. Tem até um casal que vai comigo pro Brasil ano que vem. Nunca nem tinham ouvido falar. Mas querem ver de onde vem isso que eles vêm em mim que é típico nosso: calor humano, bom humor. O nosso jeitinho brasileiro aqui é um diferencial importante que nos faz melhor que eles porque temos facilidade pra lidar com imprevistos. O fato de termos que conviver com problemas de verdade nos faz "deixar pra lá" picuinhas irrelevantes enquanto eles se disgastam por pouco. Vejo isso diariamente onde trabalho e é por essas e outras que lá todo mundo gosta do Brasil. E todo mundo sabe que o índice de violência é alto e a desigualdade social maior ainda porque eu não escondi isso deles.

E é por isso tudo que tô com birra de quem fala mal do Brasil mas não faz nada pra melhorar. Gente chata!!!!

Pronto falei.

E ainda por cima essa semana o Rio foi escolhido sede dos jogos olímpicos em 2016. A minha birra tá tanta que nem olhei os blogs por aí porque sei que vou me irritar com as críticas óbvias.

Eu também não tô certa se foi uma boa decisão porque tô pensando no dinheiro que vai ser desviado, as maracutaias típicas, do jogo de poder e de influência.

Mas brasileira que sou, penso que já que vai ser aí, vamos olhar o lado bom. O Brasil vai ficar mais conhecido e eu vou, talvez, não precisar mais explicar que a capital não é Buenos Aires nem Rio de Janeiro, que a gente não fala espanhol, que eu não vivo do lado da floresta Amazônica, que a gente não mora em fazendas, que a maioria da população não é índio, que o Brasil não fica na África e que não temos só negros no Brasil (já tive que responder à todas essas perguntas, pasmem). Teremos geração de empregos e o mais importante: teremos o esporte fortemente incentivado. Sou casada com um atleta e sei o tanto que o esporte é importante, principalmente para os jovens.

Deixo vocês com o discurso do nosso presidente para o COI. E pra falar a verdade, eu gostei bastante dos argumentos dele.